PGBL

PGBL

PGBL – Plano Gerador de Benefícios Livres

Criado em dezembro de 1997, o Plano Gerador de Benefícios Livres (PGBL) é um fundo de investimento como outro qualquer, com a diferença de que inclui uma fase de concessão de benefícios de aposentadoria.

PGBL

Ele se distingue do Plano de Garantia Mínima nos seguintes aspectos:

• Não assegura rendimento mínimo (nem inflação).
Além disso, oferece mais risco, tanto quanto o de um fundo comum.

• Em contrapartida, repassa para o cliente todo orendimento obtido com o investimento do dinheiro.

• A administração do dinheiro é mais transparente, tanto quanto a de um fundo de investimento comum.

• É possível definir com precisão a política de aplicação dos recursos, pois os diferentes PGBLs são classificados segundo esse critério.

Há uma boa dose de risco em um PGBL — nele, a simulação do valor do benefício futuro não significa tanto como noPlano de Garantia Mínima, pois tudo depende do resultado da aplicação do dinheiro, que pode ser positivo ou negativo. Recomenda-se esse tipo de fundo, portanto, principalmente para os mais jovens e para os que se situam numa faixa de renda acima da média, por terem mais chances de recuperar eventuais perdas. Não fosse pelo risco e por uma taxa de administração elevada, o PGBL seria, na verdade, o melhor dos mundos na previdência privada. Mas o risco é um ponto nevrálgico, especialmente no terreno da aposentadoria, e o assunto precisa ser tratado com cuidado.

O PGBL é um produto oferecido por bancos, seguradoras e empresas de previdência privada e dirigido principalmente a profissionais liberais, empresários e funcionários de pequenas e médias empresas sem fundo de previdência fechada.

Existem três tipos de PGBL no mercado, que variam de acordo com a distribuição dos investimentos e têm riscosdistintos:

PGBL Soberano. Ligado a um fundo que aplica 100% do dinheiro em títulos de renda fixa exclusivamente do governo federal. O risco é próximo de zero.

PGBL renda fixa. Aplica 100% do dinheiro em títulos de renda fixa, que podem ser públicos (federais, estaduais ou municipais) ou privados (como CDBs e letras de câmbio). Orisco aumenta um pouquinho.

PGBL Composto. Pode aplicar até 49% em renda variável, basicamente ações, sendo que o administrador contrata o limite com seu cliente — até 10%, até 15%, até 20%, e assim por diante. O potencial de ganho aumenta mais, assim como o risco. Do mesmo modo, a evolução do patrimônio é transparente. Você pode acompanhar diariamente a variaçãoda cota do seu fundo PGBL.

previdência privada

Quanto custa o administrador do PGBL

Se por um lado a taxa de administração é totalmente transparente no PGBL, por outro você paga duas vezes: uma taxa do plano previdenciário em si, que incide sobre as contribuições, e outra taxa para gestão do fundo de investimento, que incide sobre o patrimônio total do fundo.
Essas taxas podem variar bastante de um administrador para outro.

Como escolher um PGBL

Para optar por um dos PGBLs do mercado, concentre-se em seis pontos:

1. Escolha, entre os três tipos de PGBL, o mais adequado a seu perfil de investidor e suas necessidades.

2. Compare a taxa de administração cobrada pelas instituições.

3. Atente para a composição da carteira de investimentosdo fundo — em especial ao percentual máximo de aplicação em renda variável, que oferece mais risco.

4. Acompanhe a evolução da cota de diferentes fundosPGBL.

5. Faça a adequação das quantias mínimas de aplicação ao seu bolso.

6. Confira o fator de multiplicação. Como ocorre com o Plano de Garantia Mínima, quanto mais alto, melhor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *