Etiqueta

Dicas de Etiqueta Moderna

Os costumes e Etiqueta hábitos mudaram muito nos últimos anos. As refeições, por exemplo, são mais simples e não têm tantos pratos dispostos na mesa à escolha das pessoas, nem há tempo suficiente para as longas refeições que tanto uniam a família. Hoje, almoça-se na frente da televisão, no escritório, tratamos de negócios no café da manhã e servimos sanduíches rápidos em torno de uma mesa de reunião.

etiqueta

As regras de etiqueta também mudaram, pois seria impensável a obrigatoriedade da mesma conduta formal de antes, para ocasiões mais liberais. Embora as normas de etiqueta, isto é, o conteúdo, a mensagem não tenha quase mudado, as regras para exteriorização dessas normas mudaram drasticamente. Não aceitar as mudanças das regras de etiqueta é não reconhecer a mudança da vida, é recusar a realidade histórica do momento atual.

A norma é o espírito do mandamento social, da vida em sociedade, a regra é a forma pela qual cumprimos o mandamento abstrato da norma. A norma expressa a conduta ideal esperada do ser civilizado, a regra é a conduta a ser seguida em uma determinada ocasião.

Dessa forma, embora a essência da etiqueta não tenha se alterado tanto nos últimos anos, em algumas situações informais, a ação esperada deve, obrigatoriamente, refletir as mudanças impostas pela vida moderna.

As normas de comportamento que denotarão a elegância de uma pessoa ditarão, com bom senso e razoabilidade, como ela deverá se portar em cada caso concreto. As regras a serem seguidas deverão ser adaptadas ao momento determinado. Dizer que uma pessoa educada não toma nunca a sua refeição em frente ao computador é desconhecer as necessidades e dificuldades da vida atual.

No entanto, essas alterações, reconhecidamente profundas, não devem estimular o abandono dos princípios gerais que sempre nortearam o homem civilizado. A rigidez da meta a ser alcançada, em verdade, não mudou, apenas reconhece-se a necessidade de adaptação e flexibilidade das formas de exteriorização das relações sociais.

Mas isso é bom, não significa, em absoluto, que não podemos ser elegantes na lanchonete da esquina ou no transporte coletivo, significa apenas que as condutas dos vivos e dos jovens não devem ser ditadas pelo figurino dos mortos. Não é possível esperar de um jovem, a mesma conduta de seus avós! A etiqueta também evoluiu para evitar as posições extremadas. rotuladas de bem ou mal educadas.

É isso, enfim, que ela deve fazer: ajudar a estabelecer limites socialmente aceitáveis para a interpretação das regras de conduta do homem educado e elegante.

O que se espera da moderna etiqueta é que ela não separe a pessoa do convívio social, como uma espécie extinta, mas faça sobressair a sua natural e nada afetada elegância!

Falar de etiqueta é falar de elegância, da arte de conviver, de regras da sociedade, de bom tom.

etiqueta empresarial

Dicas de Etiqueta e Boas Maneiras

Para ser elegante e bem vestida não é necessário ser rica mas é importante descobrir o que fica melhor para cada tipo, as cores que mais realçam a pele e uma série de coisas fáceis de aprender. É ser polido, pois a polidez é acompanhada de bondade e da elegância moral; é o respeito ao próximo; é poder se dizer o amor.

Ser elegante não é estrear vestidos a toda hora, sempre no rigor da moda; é ter coragem de usar um vestido velho, bem conservado, mesmo que se tenha mandado fazer um novo se as mudanças climáticas nos pegam de surpresa.

O elegante é estar com a roupa certa para o dia e também saber usar jóias adequadas e não imitações; mas se não for possível, não esquecer que uma flor ou bijouteria usada com alegria será mais linda que qualquer jóia usada sem interesse.

Ser elegante é saber conversar e isso se consegue através de conhecimentos, participação no mundo em que vivemos e não apenas no lugar onde moramos; é lembrar as datas, os gostos dos nossos amigos; é saber ouvir o agradável e o desagradável; é saber calar, saber sorrir.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *